Deiscência

O QUE É DEISCÊNCIA CIRÚRGICA?

Deiscência cirúrgica é o termo utilizado para identificar a abertura ou ruptura espontânea dos pontos ou da incisão cirúrgica. Essa situação pode causar uma ferida cirúrgica, que requer atenção e o tratamento correto.

 

A deiscência cirúrgica pode ocorrer por diversos motivos, sendo que o mais comum é o excesso de esforço físico. Não respeitar as orientações médicas pode causar deiscência e complicar muito o quadro pós-operatório.

 

Alguns fatores de risco podem aumentar as chances de deiscência cirúrgica, como:

  • Obesidade
  • Tabagismo
  • Idade avançada
  • Doenças pré-existentes (diabetes, hipertensão, doença renal, etc)
  • Suturas muito apertadas ou muito frouxas
  • Lesão na área da ferida
  • Técnica de sutura incorreta
  • Uso de corticoides em altas doses ou a longo prazo
  • Deficiência grave de Vitamina C
  • Nutrição deficiente

Conheça a Membracel, membrana regeradora de fácil aplicação e que acelera a cicatrização de deiscência cirúrgica

O QUE CAUSA A ABERTURA DOS PONTOS?

A deiscência cirúrgica ocorre devido ao aumento da pressão sobre o local da cirurgia. Essa situação pode acontecer pelo excesso de esforço físico nas primeiras semanas ou até mesmo em casos de tosse ou espirros frequentes.

 

Em outras situações, a falta de higiene ou proteção da ferida cirúrgica pode resultar em contaminação e infecção da lesão, levando à deiscência.

 

De maneira geral, pode-se dizer que o risco de deiscência é maior nas 2 primeiras semanas após a cirurgia, já que a cicatrização ainda está no estágio inicial.

COMO EVITAR A ABERTURA DOS PONTOS?

Algumas ações simples podem evitar o rompimento dos pontos e a deiscência cirúrgica. Separamos algumas dicas para que a sua recuperação pós-cirúrgica seja a melhor possível.

  • Não faça esforço físico: siga à risca as recomendações do seu médico. De maneira geral, indica-se evitar esforço físico nas 2 semanas após a cirurgia. Peça ajuda para realizar as atividades do dia a dia, inclusive as mais simples, como tomar banho e levantar da cama.
  • Evite molhar o local da cirurgia: a água do banho contém sujidades que podem contaminar a lesão. Para diminuir o risco de infecções, evite molhar a lesão nas duas primeiras semanas ou até que o médico libere. Quando for tomar banho, proteja a região com material impermeável, como plástico filme.
  • Mantenha os pontos seguros: quando for fazer algum movimento que aumente a pressão no local do corte (tossir, espirrar, vomitar, rir) posicione a mão sobre a região da cirurgia e aplique pressão para manter os pontos seguros.
  • Mantenha hábitos saudáveis: para uma boa recuperação, é essencial manter o bom funcionamento do organismo. Beba, no mínimo, 2 litros de água por dia e mantenha uma dieta rica em frutas, verduras, legumes e fibras.

O QUE FAZER QUANDO OS PONTOS ABREM?

Caso você perceba que um ou mais pontos romperam, a primeira coisa a se fazer é comunicar ao seu cirurgião. Ele irá avaliar a lesão e a gravidade do quadro, indicando o melhor tratamento.

Mantenha a lesão e o local da cirurgia sempre limpos e protegidos para evitar contaminações por agentes externos.

 

Em muitos casos, após o rompimento dos pontos, a lesão não pode ser suturada novamente, ou seja, a lesão deve se recuperar de maneira natural.

Se não tratada corretamente, a deiscência pode se tornar uma situação grave. Portanto, buscar ajuda logo no início é essencial.

 

 

COMO CICATRIZAR FERIDAS CIRÚRGICAS?

Alguns curativos aceleram a cicatrização da pele e ajudam na formação de cicatrizes mais amenas. É o caso da Membrana Regeneradora Porosa Membracel, que estimula o processo de cicatrização, protege a lesão e alivia a dor. Vamos falar sobre ela logo abaixo.

 

Além do tratamento tópico, em alguns casos, pode ser necessário iniciar o tratamento com antibiótico e analgésico para eliminar possíveis infecções e aliviar as dores. Alguns casos exigem que o paciente volte ao centro cirúrgico para limpar a lesão e fechá-la novamente.

Lembre-se sempre de manter a lesão limpa e protegida. Qualquer pequeno descuido pode contaminar a lesão e prejudicar a cicatrização.

TRATAMENTO DE DEISCÊNCIA COM A MEMBRACEL

A Membracel é um curativo especial que acelera a cicatrização da pele, pois contém tecnologia exclusiva que proporciona o ambiente ideal para o processo cicatricial.

Os poros da Membrana Regeneradora Porosa Membracel permitem a drenagem do excesso de exsudato (secreção da ferida) e favorecem as trocas gasosas. A combinação desses fatores auxilia na formação do tecido de granulação, importante etapa do processo de cicatrização e da formação do novo tecido da pele.

A Membracel é um curativo de longa permanência e, portanto, evita desconfortos com trocas constantes de curativos.

Em lesões superficiais, uma única membrana é suficiente para cicatrização total da pele. Em lesões complexas, a Membracel pode permanecer na lesão por até 12 dias, de acordo com a indicação do médico ou enfermeiro que acompanha o tratamento.

Além disso, a Membracel protege as terminações nervosas, aliviando a dor já na primeira aplicação.

 

PASSO A PASSO PARA APLICAR A MEMBRACEL EM DEISCÊNCIA CIRÚRGICA

1 – Lave a lesão com soro fisiológico ou solução específica para limpeza de feridas (como Prontosan ou Aquasept).

2 – Posicione a membrana sobre a lesão, cuidando para que ultrapasse os bordos da lesão em 1 cm.

3 – Umedeça a membrana com soro fisiológico, acomodando-a sobre a lesão com o auxílio e uma gaze. Garanta que a Membracel fique em contato com todo o leito da lesão.

4 – Aplique gaze sobre a membrana para auxiliar no excesso de exsudato e fixe-a com faixa ou fita micropore.

5 – Troque o curativo secundário diariamente ou sempre que estiver saturado (úmido) ou perca a capacidade de absorção.

COMO FAZER A TROCA DA MEMBRACEL?

1 – Remova a gaze sobre a membrana.

2 – Limpe a lesão sobre a membrana (sem retirá-la) com soro fisiológico ou solução para limpeza de feridas. Utilize uma gaze, pressionando-a levemente sobre a membrana para retirar o excesso de exsudato que possa estar por baixo da membrana.

3 – Aplique nova gaze sobre a Membracel e feche o curativo novamente.

4 – Essa limpeza pode ser necessária mais de uma vez no dia, variando de acordo com a quantidade de exsudato secretado pela lesão.

 

Conheça Outras Páginas