Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

White sugar in silver spoon on wood table
Um grupo de pesquisadores da Universidade de Montreal descobriu a existência de uma enzima que reduz os efeitos tóxicos do excesso de açúcar no organismo, controlando a quantidade de glicose utilizada pelas células. Os resultados desta pesquisa poderão ajudar no desenvolvimento de novos tratamentos para a obesidade, diabetes e problemas carbiometabólicos. A pesquisa foi divulgada em janeiro deste ano, na revista “Proceedings of The National Academy of Sciences”.

Chamada de Glicerol-3-fosfato-fosfatasa (G3PP), a enzima é uma das principais responsáveis pela quebra das moléculas de açúcar dentro das células. Quando o nível glicose está elevado, a enzima, que é derivada da glicose, atinge níveis excessivos nas células, tornando-se tóxica ao organismo. A grande descoberta é que o G3PP é capaz de transformar o glicerol-3 fostato em glicerol simples e retirá-lo da célula, protegendo órgãos e células produtoras de insulina. A enzima G3PP é essencial no funcionamento do metabolismo, uma vez que é necessária na produção de energia e também na formação de lípidos.

Mais informações sobre a pesquisa, acesse o site da Proceedings of The National Academy of Sciences. Leia matéria completa no site da Revista Exame

COMMENT THIS PUBLICATION