Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Internamentos aumentam riscos de lesões por pressão

 

As Lesões por Pressão (também conhecidas como “escaras”) são lesões que tendem a surgir em pacientes internados ou acamados porque a mobilidade fica prejudicada. Nesses casos, é preciso mudar a posição do paciente no leito (mudança de decúbito) a cada 2 horas para evitar que uma única região sofra por muito tempo a pressão do corpo contra a cama.

 

Essa é uma realidade que assusta porque, devido a pandemia de coronavírus, o número de internamentos cresce a cada dia, colaborando para o aumento desses índices.

 

Além da movimentação, é preciso cuidar da pele do paciente, protegendo as regiões que ficam pressionadas contra o leito. A aplicação do Spray de Barreira ajuda na prevenção de lesões por pressão porque forma uma película de silicone que impede o contato direto da pele com a superfície do leito. O spray, ainda, protege contra o excesso de umidade, que pode causar irritações e feridas.

 

O Spray de Barreira facilita o trabalho da equipe de enfermagem, já que a efetividade do produto dura por até 72 horas e não é preciso removê-lo.

 

Alguns fatores podem potencializar o surgimento de lesões por pressão, como: doenças vasculares, obesidade, idade avançada, hipotensão e problemas de circulação. No caso de pacientes internados, qualquer pequena vermelhidão na pele já deve acender a luz de alerta, já que o caso pode evoluir para lesão em poucos dias, agravando o estado geral do paciente internado.

 

COMMENT THIS PUBLICATION