A membrana Membracel atua como um substituto temporário da pele e se manterá na área lesionada até que ela se desprenda naturalmente, quando já tiver ocorrido a reepitelização do tecido. Enquanto isso, ela promoverá:
– redução da área da lesão exposta em aproximadamente 95%;
– isolamento dos terminais nervosos expostos, com alívio imediato da dor;
– manutenção da membrana em contato direto com o leito da lesão para promover o desenvolvimento do tecido de granulação;
– manutenção do leito da lesão úmido, favorecendo o processo cicatricial;
– trocas gasosas, permitindo a alimentação celular com oxigênio para prevenir infecções por agentes patogênicos anaeróbicos.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO