A coloração esbranquiçada que algumas feridas adquirem pode significar que os bordos da lesão estão macerados. Nesses casos, a cicatrização é influenciada e pode levar mais tempo do que o esperado.

Mas por que isso acontece?

A maceração ocorre, principalmente, quando a umidade fica presa entre a ferida e o curativo. Essa umidade pode ter origem da própria lesão (excesso de exsudato), da transpiração ou do meio externo (quando o curativo é umedecido com água e não é realizada a troca). A escolha do curativo incorreto pode levar a maceração, tornando a cicatrização mais complexa e demorada.  Isso pode ocorrer quando o curativo não permite a transpiração, não tem a capacidade de absorção necessária, quando é extrapolado o tempo de permanência recomendado do curativo ou, ainda, quando a ferida apresenta grande quantidade de exsudato e satura facilmente o curativo.

A maceração influencia diretamente na cura da lesão e, por isso, deve ser cuidadosamente tratada. A Membrana Regeneradora Porosa pode ser utilizada tanto em feridas pouco exsudativas quanto em lesões com grande quantidade de exsudato, pois transfere o exsudato de forma vertical para o curativo secundário, proporcionando a migração celular dos bordos para o centro da lesão.

E se os bordos já estão macerados? Basta retirar o curativo atual, efetuar a limpeza da lesão e aplicar a Membracel conforme as orientações da bula. Em poucos dias, a membrana irá regular a umidade natural da pele e auxiliar na formação do tecido de granulação, acelerando a cicatrização. Para um melhor resultado, siga as orientações abaixo:

  1. Retire o curativo anterior e inspecione se há sinais de maceração. Atenção! Se a pele estiver em decomposição, putrefação ou com mau cheiro, pode ser sinal de infecção. Procure imediatamente um médico ou enfermeiro estomaterapeuta;
  2. Limpe o excesso de líquido utilizando gaze e soro fisiológico ou outra solução para limpeza de feridas;
  3. Aplique a Membracel conforme as orientações da bula;
  4. Cubra a membrana com gaze para absorção e, se necessário, enfaixe o local;
  5. Troque a gaze sempre que estiver saturada e, antes de aplicar uma nova, efetue a limpeza sem retirar a membrana.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO