Popularmente conhecido como “câncer de intestino”, o câncer colorretal é o segundo tipo de câncer mais comum entre mulheres, ficando atrás apenas do câncer de mama. Em homens, é o terceiro mais frequente, perdendo apenas para o câncer de próstata e o câncer de pulmão.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima-se a confirmação de pouco mais de 41 mil novos casos de câncer colorretal até o ano de 2022.  90% dos casos ocorrem em pessoas em pessoas com mais de 50 anos.

 

Esse tipo de câncer costuma ser silencioso e, por isso, em muitos casos, acaba sendo diagnosticado já em estágio avançado. Para incentivar a detecção precoce da doença, nasceu a campanha de prevenção e tratamento do câncer colorretal.

O diagnóstico precoce aumenta muito as chances de cura e, portanto, deve ser levados a sério.

 

Prevenção do câncer colorretal

A melhor forma de prevenção do câncer de intestino é por meio do exame periódico de colonoscopia. O exame é indicado para pessoas com mais de 50 anos ou 40 anos no caso de pessoas com histórico da doença na família (parentes de primeiro grau). Esse rastreamento deve ser realizado a cada 5 ou 10 anos.

A maioria dos tumores é originada de pólipos. , Quando é o caso, a colonoscopia permite encontrar esses pólipos e retira-los durante a realização do próprio exame, sem a necessidade de cirurgia (apenas com sedação). Os tumores podem surgir no cólon ou no reto. Com a colonoscopia, o médico faz um rastreamento nos pontos mais suscetíveis à formação de lesões e tumores. O exame de colonoscopia é importante, pois permite retirar os pólipos antes de se tornarem tumores malignos.

 

Sintomas do câncer colorretal

O câncer colorretal é uma doença silenciosa. Em alguns casos, os sintomas abaixo podem ser identificados:

  • Sangue nas fezes
  • Perda de peso sem causa aparente
  • Fraqueza ou anemia
  • Alteração do hábito intestinal (diarreia ou prisão de ventre)
  • Dor ou desconforto abdominal
  • Alteração no formato das fezes (fezes muito finas ou compridas)
  • Vontade frequente de evacuar, mesmo com o intestino vazio

Caso perceba qualquer um desses sinais, procure um médico o mais rápido possível.

 

Mulher com dores abdominais causadas por câncer colorretal

Dor abdominal é um dos sintomas do câncer colorretal

 

Tratamento do câncer colorretal

 Quando a doença é descoberta em estágio inicial, o tratamento é menos agressivo. Geralmente, a retirada do pólipo e das lesões ocorre por meio de colonoscopia ou pequenas cirurgias. Em casos específicos podem ser necessárias sessões complementares de quimioterapia.

Já em casos em que o câncer é descoberto em estágio mais avançado, podem ser necessárias sessões de radioterapia, quimioterapia e procedimentos cirúrgicos mais agressivos (como a ostomia).

 

Outros cuidados para prevenção

Apesar de haver uma propensão genética para desenvolvimento do câncer colorretal, alguns cuidados e bons hábitos podem reduzir os riscos.

  • Evite alimentos muito gordurosos.
  • Diminua o consumo bebidas alcoólicas, carnes vermelha e carnes processadas (salsicha, mortadela, presunto, linguiça, bacon e etc).
  • Mantenha sempre uma dieta saudável, rica em frutas, vegetais e fibras.
  • Insira na dieta alimentos que auxiliem no desempenho intestinal e ajudem a evitar inflamações que podem causar o câncer.
  • Tenha atenção redobrada com o excesso de peso ou obesidade, sedentarismo e tabagismo.
  • Pratique atividades físicas regularmente.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO