11- cred Marcelo Krelling

Todas as lesões, desde os comuns “arranhões” até as mais complexas (como as causadas por traumas e queimaduras), precisam de cuidados especiais para que cicatrizem corretamente, evitando o risco de infecções e de marcas permanentes. Alguns hábitos simples e de fácil acesso podem auxiliar para que o organismo reaja da melhor forma na reepitelização de uma ferida. Confira abaixo alguns deles:

Alimentação equilibrada

Os alimentos ideais podem oferecer uma excelente diversidade de vitaminas e nutrientes que auxiliam na multiplicação das células responsáveis pela reconstrução do tecido lesionado. A dieta deve ser equilibrada com carboidratos, proteínas, gorduras e vitaminas. Cada um desses itens tem um papel importante no processo de cicatrização. Os carboidratos oferecem energia para os leucócitos, macrófafos e fibroblastos. As proteínas favorecem a formação de novos vasos sanguíneos e a síntese de colágeno, fatores essenciais para a cicatrização. Já a ingestão adequada de gorduras é importante para fornecer a energia necessária para a formação de novas células.

Curativo adequado

A Membracel é muito eficiente em acelerar o processo cicatricial, pois possui poros que permitem a drenagem do exsudato (líquido das feridas), as trocas gasosas e a passagem de medicamentos, além de não causar alergia e não deixar resíduos. Logo após a aplicação da membrana nota-se a diminuição da dor, pois ela protege as terminações nervosas. O tratamento com a Membracel possibilita, ainda, melhor relação de custo-benefício, já que não precisa ser trocada com tanta frequência, diminuindo o investimento total. Por ser translúcido, o curativo permite, também, acompanhamento visual da do processo de cicatrização da ferida, evitando a troca desnecessária do curativo.

Não fumar

O efeito da nicotina no organismo reduz a vascularização da pele, atrapalhando o processo de cicatrização. O paciente fumante tem o diâmetro dos pequenos vasos reduzido, o que dificulta a oxigenação e distribuição de nutrientes para as células. A pele perde vitalidade e envelhece precocemente. Isso faz com que a cicatrização fique comprometida, podendo ocasionar cicatrizes irreversíveis.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat