White sugar in silver spoon on wood table
Um grupo de pesquisadores da Universidade de Montreal descobriu a existência de uma enzima que reduz os efeitos tóxicos do excesso de açúcar no organismo, controlando a quantidade de glicose utilizada pelas células. Os resultados desta pesquisa poderão ajudar no desenvolvimento de novos tratamentos para a obesidade, diabetes e problemas carbiometabólicos. A pesquisa foi divulgada em janeiro deste ano, na revista “Proceedings of The National Academy of Sciences”.

Chamada de Glicerol-3-fosfato-fosfatasa (G3PP), a enzima é uma das principais responsáveis pela quebra das moléculas de açúcar dentro das células. Quando o nível glicose está elevado, a enzima, que é derivada da glicose, atinge níveis excessivos nas células, tornando-se tóxica ao organismo. A grande descoberta é que o G3PP é capaz de transformar o glicerol-3 fostato em glicerol simples e retirá-lo da célula, protegendo órgãos e células produtoras de insulina. A enzima G3PP é essencial no funcionamento do metabolismo, uma vez que é necessária na produção de energia e também na formação de lípidos.

Mais informações sobre a pesquisa, acesse o site da Proceedings of The National Academy of Sciences. Leia matéria completa no site da Revista Exame

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat