Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

EB

A EB (epidermólise bolhosa) é uma doença de pele com causa genética que prejudica a qualidade de vida do portador devido às feridas e, em especial, pelo preconceito. É uma doença congênita do tecido conjuntivo e deixa a pele extremamente frágil, causando bolhas e erosões em consequência de traumas leves. O preconceito vem por as pessoas acharem que a doença é transmissível.

A EB é conhecida como a “doença da borboleta”, pelo fato do paciente ter a pele sensível como a asa do inseto, que é extremamente frágil e pode se desfazer com o toque. Em pessoas com a doença, uma leve fricção ou até mesmo mudanças climáticas podem formar bolhas e feridas dolorosas. As áreas de maior atrito, como mãos e pés, e as mucosas são as mais afetadas. As lesões mais profundas causadas pela EB podem ter como consequências cicatrizes como as de queimaduras.

Como tem causa genética, a pessoa pode nascer com a doença ou desenvolver os sintomas até os três anos de idade. Na infância, o cuidado deve ser ainda maior, para evitar infecções na pele lesionada causadas pelas bactérias. No entanto, as crianças podem levar uma vida praticamente normal, mas redobrando os cuidados com a pele para evitar ferimentos.

Ainda sem cura, a prevenção de traumas e a escolha por melhores tratamentos é o principal caminho para amenizar os sintomas da epidermólise bolhosa. É fundamental utilizar produtos que estimulem a cicatrização e minimizem a manipulação da área lesionada, prevenindo infecções. A Membracel pode ser usada em casos de EB com bons resultados. Por atuar como um substituto da pele, evita rejeição e alergias, além de favorecer a rápida epitelização e ajudar a diminuir, consideravelmente, a dor.

COMENTE ESTA PUBLICACIÓN