Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O friozinho está chegando e se engana quem pensa que ele não demanda cuidados com a hidratação da pele. Baixa umidade e temperaturas frias diminuem a transpiração do corpo. Nessa época, também, nós adquirimos alguns hábitos que acabam prejudicando a pele.

A pele do corpo todo pode sofrer com o ressecamento do inverno. Aquele aspecto esbranquiçado da pele indica a desnaturação das proteínas. Para evitar essa situação, alguns cuidados são essenciais, como hidratar diariamente a pele, manter uma dieta equilibrada e rica em antioxidantes e vitaminas.

Veja também nosso post sobre cuidados com a pele no verão.

 

 

Hábitos que podem prejudicar a hidratação da pele

Assim que frio chega, assumimos alguns hábitos que podem prejudicar ainda mais a pele. Aumentar a temperatura do chuveiro é um deles. Banhos quentes provocam a redução extrema da oleosidade natural da pele, diminuindo o manto lipídico, que retém a umidade natural da pele.

 

Por isso, é importante rever seus hábitos:

_Evite banhos longos e muito quentes;

_Não use buchas para esfregar o corpo;

_Evite exposição excessiva ao sol. Mesmo no inverno os raios ultravioletas podem danificar a pele;

_Dê preferência a roupas com tecidos naturais, como o algodão. Tecidos sintéticos causam atritos que podem irritar a pele.

 

Sabonete e hidratação da pele

Evite banhos quentes e não use sabonete em excesso.

 

Doenças de pele comuns no inverno

O ressecamento excessivo da pele pode levar ao surgimento de algumas doenças.

 

Nesse período, dois tipos de dermatites são mais comuns: a dermatite seborreica e a dermatite atópica.

No caso da dermatite seborreica, uma desregulação sebácea causa a descamação da pele do rosto ou do couro cabeludo. Além da descamação, outras características são comuns, como produção extrema de oleosidade e coceira. A descamação do tecido se dá por meio de crostas que se desprendem do couro cabeludo (caspa).

Já a dermatite atópica tem como principal sintoma a coceira, que pode atingir todo o corpo, desde o tronco e membros, até o rosto. É possível identificar diferentes características ao longo das fases da vida. Na infância, as lesões descamam e são avermelhadas. Na adolescência e vida adulta, as lesões surgem em áreas de dobras do corpo, como joelhos, pescoço e dobras dos braços. A pele dessas regiões pode adquirir aspecto diferente do restante do corpo, ficando mais grossa, escurecida e áspera.

 

Outras doenças com mais incidência no inverno são:

Psoríase: é uma doença de pele crônica e não contagiosa. É relativamente comum e atinge tanto homens quanto mulheres, especialmente aqueles entre 20 e 40 anos. Embora com causa desconhecida, a psoríase é frequentemente relacionada a fatores emocionais e genéticos.

Ictiose vulgar: geralmente, essa doença surge no primeiro ano de vida da criança. Caracterizada por ressecamento ou descamação da pele, que pode ser leve ou intenso. Na maioria dos casos, as áreas mais afetadas são os membros, mas também pode se manifestar no rosto ou couro cabeludo. Os sintomas vão aliviando de acordo com o crescimento da criança.

 

Alimentos que ajudam na hidratação da pele

Manter uma dieta equilibrada é essencial para o funcionamento do organismo como um todo. Frutas, verduras e legumes são fontes de vitaminas e minerais que previnem o envelhecimento da pele.

Dê preferência para as frutas ricas em vitamina C (laranja, acerola, morango, limão) e vegetais ricos em ferro e zinco (brócolis, cenoura e repolho). Castanhas e nozes são ricas em vitamina E e antioxidantes, que ajudam na manutenção da pele.

 

Alimentação ajuda na hidratação da pele

Uma dieta equilibrada ajuda a manter o organismo hidratado e a pele saudável.

 

Com a diminuição das temperaturas, é comum reduzirmos a quantidade de líquidos ingeridos, mas devemos nos policiar para manter a ingestão mínima de 2 litros de água por dia. A água é essencial para manter a hidratação da pele e do organismo de maneira geral. Quando o organismo está bem hidratado, a pele fica naturalmente macia e elástica. No inverno, ingerir chás também pode ajudar a tornar a hidratação mais simples.

Veja nesse post quais alimentos ajudam na cicatrização da pele.

 

Dicas de cuidados diários

Além da alimentação e ingestão de líquidos, é preciso cuidar diretamente da pele, hidratando diariamente com óleos e cremes hidratantes.

Como já citamos, é importante evitar banhos longos e muito quentes, não utilizar buchas e não ensaboar demais a pele. Aplique hidratante logo após o banho, ainda no banheiro. O vapor do ambiente ajuda na penetração do hidratante e promove um melhor resultado.

 

Os lábios também costumam ressecar muito no inverno e precisam de cuidados especiais. Use hidratantes labiais diariamente para evitar o ressecamento e rachaduras. Não esqueça do filtro solar, que deve ser aplicado todos os dias, mesmo em dias nublados.

 

Hidratação da pele e dos lábios

Hidratar os lábios também é importante.

 

Crianças e idosos são mais sensíveis às variações climáticas e, portanto, ficam mais suscetíveis a ressecamento e doenças de pele. É preciso ficar ainda mais atento quanto às recomendações citadas acima e uso de hidratantes corporais.

 

A falta de cuidados com a pele pode resultar no ressecamento extremo da pele e surgimento de doenças cutâneas. Em alguns casos, surgem lesões inflamatórias, lesões e ulcerações, que se tornam porta de entrada para agentes externos que podem contaminar o organismo.

 

Veja aqui como tratar lesões de pele.

Tomar os devidos cuidados e seguir as dicas acima, garante uma pele bem hidratada e um inverno saudável e sem complicações.

COMENTE ESTA PUBLICACIÓN