Quem já está na melhor idade precisa ter cuidados redobrados com a pele. Com o passar dos anos, a pele perde elasticidade e fica mais fina, tornando-se mais suscetível a lesões por agressões externas. Pessoas com diabetes, hipertensão arterial, problemas circulatórios, fumantes e obesos estão ainda mais propensos a desenvolver lesões de pele.

Entre as mais comuns estão as úlceras, que podem indicar diversas doenças e também ser resultado de quedas e batidas. “Esse tipo de ferida causa dor e desconforto. Se não forem cuidadas adequadamente, tornam-se um problema crônico, comprometendo a qualidade de vida do idoso”, observa o enfermeiro estomaterapeuta da Membracel, Antônio Rangel.

As úlceras varicosas ou venosas são causadas pela má circulação nos membros inferiores. Já as úlceras por pressão popularmente conhecidas como escaras são as lesões provocadas pela pressão mantida sobre a pele por um período prolongado decorrente da falta de mobilidade, que é o principal fator desencadeante. 

Os cuidados básicos com a pele do idoso incluem a hidratação e a prevenção de traumas que possam romper a pele. Quando o assunto são os tratamentos, o uso do curativo Membracel, uma membrana de celulose produzida com tecnologia 100% brasileira, tem mostrado resultados bastante satisfatórios. A membrana possui as características de curativo ideal: possibilidade de drenagem das secreções, o fato de não deixar resíduos, não causar alergia em contato com a pele e necessitar de troca menos frequentes.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat