Todo mundo já teve e ainda vai ter algum tipo de ferida. Por definição, as feridas são uma interrupção na continuidade da pele. Elas podem ser causadas por traumas, acidentes, cirurgias ou desencadeadas por alguma doença. Podem ser agudas, consideradas mais recentes, superficiais ou de simples tratamento, ou crônicas, com maior dificuldade de cicatrização e reincidência. E será que as feridas podem ser prevenidas? Segundo o enfermeiro estomaterapeuta da Membracel, Antônio Rangel, isso irá depender do tipo de ferida. “O tabagismo é exemplo de um fator de risco de feridas que pode ser prevenido. Assim como o estado geral do paciente e a desnutrição. Em outros casos é preciso tratar a doença primária, como diabetes e obesidade. Mas também há as feridas acidentais, causadas por fatores que fogem ao controle.” Nos próximos posts o enfermeiro irá responder algumas dúvidas sobre cuidados com as feridas e também sobre a importância do curativo.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat