As técnicas de pontos de cirurgia plástica (suturas) vão muito além do que simplesmente unir as bordas da pele. Esses procedimentos são utilizados, também, para unir mucosas, músculos, vasos sanguíneos e órgãos, mantendo-os aproximados e fechados. Ou seja, a sutura auxilia no processo de cicatrização como um todo.

Pontos de cirurgia abdominal

 

O resultado da sutura vai depender de diversos fatores, como a técnica utilizada pelo cirurgião, tipo de agulha, tipo de fio e características particulares do paciente. Veja abaixo:

 

Tipos de pontos de cirurgia plástica

A escolha do tipo de ponto varia de acordo com a experiência e percepção de cada médico. Diversas técnicas e materiais podem ser utilizados.

 

Fios

Quando falamos em pontos de cirurgia plástica, o tipo de fio escolhido deve ser considerado um fator importante, já que a questão estética da cicatriz tem bastante importância.

Existem fios não-absorvíveis e absorvíveis pelo organismo, aqueles que se decompõe sem apresentar riscos à saúde.

São os famosos “pontos que caem sozinhos”. Na realidade, nesses casos, os fios são absorvidos pelo organismo e não precisam ser removidos mecanicamente pelo médico.

 

As linhas podem ser de origem animal (colágeno, por exemplo), de origem vegetal (seda e algodão) ou produzidas com materiais sintéticos (como náilon e poliéster).

Em procedimentos estéticos, para uma cicatriz mais amena, é comum o uso de ponto cirúrgico interno com fio absorvível.

 

Técnica

Podemos classificar os tipos de pontos em dois grandes grupos:

     – Interrompidos: quando o fio é amarrado e cortado após uma ou duas passagens nos tecidos;

     – Contínuos: é feito um nó no início, suturado todo o corte da incisão e o fio é cortado apenas no final, após diversas passagens pelos tecidos.

Sutura de cirurgia plástica

A técnica escolhida e o fio utilizado por influenciar no resultado da cicatriz

 

Como cuidar dos pontos de cirurgia plástica?

Ações simples podem ajudar a evitar um ponto inflamado ou a abertura do ponto. A principal dica é: não faça esforço além do recomendado. Se o médico recomendou 30 dias de repouso, siga essa orientação à risca e repouse durante o primeiro mês todinho. As primeiras semanas são essenciais para o sucesso do tratamento e a boa cicatrização da pele.

A segunda dica é: mantenha o corte sempre limpo e protegido por um curativo até que esteja cicatrizado. Esse cuidado ajuda a evitar o contato com sujeiras e microrganismos que podem causar infecções.

Além disso, cada tipo de procedimento necessita de cuidados específicos relacionados à região operada. O pós-operatório de uma cirurgia de mama, por exemplo, exige que a paciente fique sem levantar os braços e sem pegar peso até que o médico libere.

Atenção: qualquer alteração nos pontos, como saída de secreções ou temperatura elevada no corte, deve ser comunicada ao médico.

 

Cicatriz de mamoplastia

Em cirurgias de mama, a paciente precisa ficar sem levantar os braços

 

O que é deiscência cirúrgica?

Deiscência é quando os pontos rompem antes do período indicado ou quando o corte se abre. O risco de isso acontecer é maior nas primeiras semanas, quando a cicatrização ainda está em seu estágio inicial.

Pode ocorrer por diversos motivos, sendo que o mais comum deles é quando o paciente faz algum esforço excedente. Não respeitar as orientações médicas pode levar a abertura dos pontos ou do corte, que, muitas vezes, não podem ser fechados novamente pelo médico.

Ou seja, a deiscência torna a cicatrização muito mais complexa e demorada.

 

O que fazer quando os pontos de cirurgia plástica abrem?

A principal orientação é procurar o médico o mais breve possível. Deiscência é uma situação grave e precisa ser avaliada pelo cirurgião para orientação sobre o melhor tratamento.

É importante, também, manter o local limpo e protegido para evitar contaminações.

 

Como tratar feridas em pontos de cirurgia plástica?

Como a deiscência torna a cicatrização mais complexa, é importante otimizar o tratamento com curativos especiais.

A Membrana Regeneradora Porosa Membracel alivia a dor e estimula o processo cicatricial. Por conter poros, a membrana permite a drenagem do excesso de exsudato (secreção da ferida) e favorece as trocas gasosas. Esses fatores auxiliam na formação do tecido de granulação, etapa essencial do processo de cicatrização da pele.

Em alguns casos, o médico pode indicar o uso de antibiótico para eliminar possíveis infecções. Quadros mais graves podem exigir que o paciente retorne ao centro cirúrgico para limpeza da ferida.

Membrana de celulose Membracel para cirurgia plástica

A Membrana Regeneradora Porosa Membracel acelera a cicatrização da pele

 

Os pontos de cirurgia plástica precisam de dedicação e cuidados específicos. Ter paciência faz toda diferença no período pós-operatório e no resultado final da cicatriz.

O repouso é fundamental para que o organismo se recupere do procedimento. As atitudes desse período influenciam diretamente no resultado da cirurgia, inclusive a cicatriz. Portanto, é muito importante seguir à risca as orientações médicas.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat