Deiscência é a abertura espontânea dos pontos cirúrgicos ou da cicatriz ao longo de sua linha de incisão cirúrgica. Pode acontecer por diversos motivos, mas o mais comum deles é não respeitar as orientações pós-operatórias passadas pelo médico.

Ou seja, qualquer esforço excedente pode causar a ruptura dos pontos que, uma vez abertos, não podem ser fechados novamente pelo cirurgião.

O risco de deiscência é maior nas 2 primeiras semanas após a cirurgia, já que o processo de cicatrização ainda se encontra em fase inicial.

 

Abertura dos pontos: cicatriz de mamoplastia

Respeitar as orientações pós-operatórias passadas pelo médico é muito importante

 

Deiscência é grave?

A abertura dos pontos (deiscência) é uma complicação grave e que aumenta o risco de infecção, dificultando a cicatrização. É considerada uma emergência cirúrgica e, portanto, necessita de acompanhamento médico para indicação do melhor tratamento.

Essa complicação pode resultar em uma cicatriz mais visível e inestética, já que o processo de cicatrização passa a ser mais demorado e afeta uma área maior da pele.

Deiscências são consideradas o risco mais comum de mamoplastias, por exemplo. A cirurgia exige que o tecido mamário se readapte por completo. Por conta disso, a mama costuma ficar inchada e, portanto, mais pesada. Esse inchaço e remodelação do tecido torna a paciente mais suscetível a esse tipo de complicação.

Nos casos de cirurgias no abdômen (como cesarianas e abdominoplastias), os riscos aumentam ainda mais, já que a deiscência pode ser parcial (apenas alguns centímetros de abertura) ou completa (quando toda a extensão do corte se abre). Nesse último caso, é preciso iniciar o tratamento com urgência para evitar os riscos de evisceração, que é quando os órgãos que estão por baixo da camada da pele ficam expostos por meio da ferida. Essa é uma situação de emergência e que deve ser tratada imediatamente no hospital, pois existe risco de infecção generalizada e até parada de funcionamento do órgão.

 

O que causa a abertura dos pontos?

A principal causa de deiscência é o aumento da pressão sobre o local da ferida cirúrgica, o que pode acontecer ao realizar esforços físicos em excesso nas primeiras semanas ou até mesmo em casos de tosse ou espirros frequentes.

Pode ocorrer, também, quando o local da cirurgia não é bem protegido ou em casos de infecção.

 

Cicatriz de cirurgia no abdomen abertura dos pontos

Pontos de cirurgia necessitam de cuidados especiais

 

Fatores de risco para deiscência

Alguns fatores podem aumentar as chances de deiscência, como:

     – Obesidade

     – Tabagismo

     – Idade avançada

     – Doenças pré-existentes (diabetes, doença renal e hipertensão)

     – Uso de esteroides

     – Suturas muito apertadas ou muito frouxas

     – Lesão na área da ferida

     – Músculo fraco na área da ferida

     – Técnica de sutura incorreta

     – Uso de corticoides em altas doses ou a longo prazo

     – Deficiência grave de vitamina C

     – Nutrição deficiente

 

Quais os sintomas da abertura dos pontos?

O sinal mais evidente da deiscência é a abertura total ou parcial da ferida cirúrgica. Outros sintomas que podem ser observados são:

     – Inchaço no local

     – Dor intensa

     – Saída de secreção pela lesão (pus) ou sangramento

     – Sensação de calor na região da ferida

     – Febre

 

O que fazer se os pontos abrirem?

Como já falamos, a abertura dos pontos é uma situação grave e precisa ser acompanhada pelo cirurgião. Se a ferida cirúrgica abrir, mantenha o local limpo, protegido e procure o cirurgião o mais rápido possível.

O médico irá avaliar a situação e indicar o melhor tratamento, mas é importante lembrar que, uma vez rompidos, os pontos não podem ser refeitos e a ferida deverá se recuperar de maneira natural.

 

Como tratar a deiscência?

Existem no mercado produtos que aceleram a cicatrização da pele e ajudam a tornar a cicatriz mais amena. É o caso da Membrana Regeneradora Porosa Membracel, que alivia a dor e estimula o processo cicatricial. Por conter poros, a membrana permite a drenagem do excesso de exsudato (secreção da ferida) e favorece as trocas gasosas. Esses fatores auxiliam na formação do tecido de granulação, etapa essencial do processo de cicatrização da pele.

 

Veja aqui um caso de deiscência de mamoplastia cujo tratamento foi realizado com a Membracel.

 

Na maioria dos casos, é indicado, também, o tratamento com antibiótico para eliminar uma possível infecção e analgésico para aliviar a dor. Nos casos mais graves, pode ser necessário voltar ao centro cirúrgico para limpar e fechar novamente a ferida.

Enquanto a lesão estiver em processo de cicatrização, é preciso redobrar os cuidados quanto à higienização e proteção da região. Qualquer pequeno descuido pode contaminar a lesão.

 

Como evitar a abertura dos pontos?

A abertura dos pontos é uma complicação considerada rara, mas que pode ocorrer em diversos tipos de cirurgia, em especial no abdômen (abdominoplastia ou cesariana) e nos seios (mamoplastia). Entretanto, alguns cuidados ajudam a diminuir os riscos de que esse agravamento aconteça, como:

 

     – Quando for preciso fazer algum movimento que aumente a pressão no local afetado (tossir, espirrar, rir ou vomitar) aplique pressão sobre a ferida a fim de manter seguros os pontos;

     – Nos casos de cirurgias com cortes no abdômen, mantenha o bom funcionamento do intestino. A prisão de ventre aumenta a pressão na barriga e, portanto, força os pontos. Beba, no mínimo, 2 litros de água por dia e mantenha uma dieta rica em fibras, frutas e legumes.

     – Não faça esforço físico durante as 2 primeiras semanas. Certifique-se de ter alguém para ajudar até mesmo nas tarefas mais básicas, como tomar banho, deitar e levantar da cama.

     – Evite molhar o local da ferida durante as 2 primeiras semanas para diminuir o risco de infecções. Proteja a região com material impermeável, como filme plástico.

 

Agora que você já sabe tudo sobre deiscência, que tal entender melhor sobre como cuidar corretamente de uma sutura?

 

 

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat