Também conhecida como doença Falciforme, a Anemia Falciforme é uma doença hereditária que causa anemia crônica e lesões na pele. Neste post, vamos entender mais sobre esse assunto.

 

O que é anemia falciforme?

Só no Brasil, a Anemia Falciforme atinge entre 25 mil e 50 mil pessoas, em especial a população afrodescendente (dados do Ministério da Saúde).

É uma doença genética e hereditária, portanto, não transmissível. A principal característica é a alteração dos glóbulos vermelhos, que deixam de ser arredondados e elásticos e adquirem aspecto de foice (por isso o nome “falciforme”). Esse formato irregular dificulta a passagem do sangue por vasos pequenos, prejudicando a oxigenação dos tecidos. Isso pode causar a morte de tecidos, fazendo com que surjam lesões de pele.

Aspecto da célula falciforme

Aspecto da célula falciforme

 

Quais são os sintomas da Anemia Falciforme?

Os principais sintomas da Doença Falciforme são:

     – Fadiga intensa;

     – Palidez;

     – Cor amarelada na parte branca dos olhos;

     – Atraso no crescimento;

     – Feridas nas pernas;

     – Problemas neurológicos, cardiovasculares e pulmonares.

     – Anemia crônica

     – Episódios de dor severa, principalmente nos braços, pernas e costas (devido à obstrução dos vasos sanguíneos).

 

Qual é a origem da Anemia Falciforme?

O gene da anemia falciforme é transmitido pelos pais. Para ser portador da doença, o gene alterado deve ser transmitido pelo pai e pela mãe. Caso apenas um dos pais tenha transmitido o gene da Anemia Falciforme, o filho terá o traço falciforme, ou seja, a característica genética será passada para os descendentes, mas a doença não irá se manifestar e a pessoa viverá uma vida normal.

A doença só se manifesta quando o gene falciforme é transmitido pelos dois pais.

 

Pé de bebê negro

Só no Brasil, a Anemia Falciforme atinge entre 25 mil e 50 mil pessoas, em especial a população afrodescendente

 

Como é o tratamento?

A anemia falciforme ainda não tem cura e, portanto, é preciso focar no tratamento para evitar complicações. Por ser uma doença hereditária, é possível detectá-la logo após o nascimento por meio do teste do pezinho. Assim como outras doenças, quanto mais cedo o tratamento for iniciado, menores as chances de complicações e mais bem-sucedidos os tratamentos são.

O tratamento da Doença Falciforme exige o acompanhamento de uma equipe de saúde multidisciplinar, composta por médico, nutricionista, enfermeiro e outros profissionais que possam vir a ser necessários ao longo da vida. Esse acompanhamento ajuda a estabilizar a doença e melhorar a qualidade de vida do portador.

 

Como tratar as lesões causadas pela Anemia Falciforme?

A Membrana Regeneradora Porosa Membracel é indicada para o tratamento das lesões causadas pela Anemia Falciforme, pois protege a lesão e acelera a cicatrização da pele.

Por conter poros, a membrana permite a drenagem do excesso de exsudato (secreção da ferida) e favorece as trocas gasosas. Esses fatores auxiliam na formação do tecido de granulação, etapa essencial do processo cicatricial.

A Membracel, ainda, protege as terminações nervosas, diminuindo a dor logo após a primeira aplicação.

 

Aplicação de Membracel anemia falciforme

A Membracel acelera a cicatrização e diminui as dores causadas pelas lesões de pele

 

Quer saber mais sobre a Anemia Falciforme? O site da Associação de Anemia Falciforme do Estado de São Paulo pode te ajudar a encontrar mais informações.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat