Após a cirurgia de criação de um estoma (colostomia ou ileostomia), as fezes passam a ser armazenadas em uma bolsa coletora. Por mais que a bolsa seja fechada, pode ser que o estomizado se sinta incomodado por achar que o odor da bolsa pode ser sentido por outras pessoas. Em alguns casos, a pessoa deixa de sair de casa ou socializar com medo de passar por situações constrangedoras.

 

Algumas pessoas têm mais problemas com odores do que outras e, portanto, cada estomizado precisa avaliar suas experiências para, então, buscar a melhor solução para o problema.

 

Felizmente, existem formas de minimizar os odores e os gases expelidos pelo estoma. De acordo com o enfermeiro estomaterapeuta Antônio Rangel, algumas ações podem diminuir o odor e melhorar significativamente a qualidade de vida dos estomizados.

 

VEJA AS DICAS ABAIXO:

 

– TIPO DA BOLSA: procure bolsas fabricadas com materiais mais espessos, que criam uma barreira física e podem reter o odor;

– ADERÊNCIA: verifique se a placa está adequadamente aderida à pele. Qualquer espaço, por menor que seja, pode causar infiltração e dar passagem ao mau cheiro;

– HIGIENIZAÇÃO: bolsas reutilizáveis pedem higienizações cautelosas. É importante sempre esvaziar a bolsa antes que ela fique completamente cheia. Isso evita que o efluente vaze pela abertura superior. Além disso, limpar o interior da bolsa com água a cada higienização ajuda a aumentar sua durabilidade;

– GELIFICADOR: o Gelificador para Bolsas de Estomia da Vuelo Pharma ajuda muito na melhoria da qualidade de vida, pois:

1 – Aromatiza: o conteúdo armazenado pela bolsa fica com cheirinho de lavanda! As cápsulas contêm óleo essencial de lavanda, que mantém um aroma agradável na bolsa e também no banheiro (na hora de esvaziar da bolsa);

2 – Gelifica fezes líquidas: transforma o líquido em gel, evitando vazamentos, infiltrações e irritações pelo contato das fezes com a pele.

– PREVINA-SE: sempre que sair de casa, leve com você um kit emergencial, contendo bolsa extra, toalha pequena, sabonete, uma garrafinha com água e um saco plástico. Se a sua bolsa for recortável, lembre-se de ter também uma tesourinha.

– ALIMENTAÇÃO: a alimentação adequada pode ajudar a controlar o odor das fezes. Procure ingerir alimentos de fácil digestão, que evitam a produção de odores ou o excesso de gases. Cada organismo pode reagir de forma diferente a um mesmo alimento. Portanto, quando for experimentar um alimento novo, prove em pequenas quantidades para descobrir qual será a reação do seu organismo.

 

Alguns alimentos aumentam o odor das fezes e a produção de gases, enquanto outros ajudam a amenizar essas características. Veja na imagem abaixo quais alimentos evitar e quais consumir para ajudar a neutralizar o cheiro das fezes.

 

tabela de alimentos para evitar ou consumir para combater o odor das fezes

Quer ver mais dicas sobre estomia? Acesse esse link.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO