membranas azul

Embora as úlceras arteriais e as venosas sejam confundidas, são lesões com causas e tratamentos distintos. Por isso, o acompanhamento de um médico vascular para é essencial para definir o tratamento, que pode ser tópico, medicamentoso ou cirúrgico.

Cada tipo de úlcera exige um tratamento específico. Nas úlceras de origem venosa é importante associar ao tratamento tópico da ferida, o repouso deitado com as pernas elevadas e uma bandagem compressiva para melhorar o retorno venoso. Já na úlcera arterial o tratamento compressivo é contraindicado, e o paciente ainda dever ser acompanhado por um médico vascular. Além disso, nas úlceras arteriais, o tratamento tende a ser mais longo”, aponta o enfermeiro da Membracel, Antonio Rangel.

Com a evolução dos tratamentos e curativos, existem no mercado produtos que ajudam a acelerar o processo de cicatrização, diminuindo os incômodos. Um exemplo é a Membracel, uma membrana regeneradora porosa que atua estimulando a limpeza da ferida e a migração celular para a área lesionada, o que favorece a cicatrização. “A membrana mantém a lesão úmida, garante as trocas gasosas, permite a drenagem das secreções, não causa alergia e não deixa resíduos. Além disso, protege as terminações nervosas e proporciona o alívio imediato da dor”, explica Rangel.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat