As úlceras venosas (ou úlceras varicosas) são feridas causadas pela má circulação sanguínea nos membros inferiores.

O sangue tem dificuldade de retornar ao coração e fica estagnado – geralmente na região das canelas.

Com a passagem de sangue bloqueada, surgem edemas e a pele fica tão fragilizada que qualquer pequeno trauma pode rompê-la. Se não tratadas desde o início, essas feridas podem evoluir e se tornarem crônicas e de difícil cicatrização.

 

Enfermeiro fazendo curativo na perna do paciente

Má circulação sanguínea pode causar úlceras venosas

 

Por que surgem úlceras venosas?

Os responsáveis pela maioria dos casos de úlceras venosas são fatores genéticos e doenças pré-existentes, como diabetes, hipertensão e colesterol alto.

Dos perfis com mais chances de terem problemas circulatórios estão: mulheres, sedentários, fumantes e pessoas que passam grande parte do dia em pé.

 

Como identificar úlceras venosas?

As úlceras venosas correspondem a 80% das feridas que acometem pernas e pés.

A má circulação do sangue leva ao inchaço das pernas e dos pés e à formação de varizes, características fáceis de serem identificadas.

 

A dor também é um sintoma comum e pode variar de intensidade (de leve a forte), não estando diretamente ligada ao tamanho da lesão.

A terceira característica é que a dor diminui significativamente com a elevação das pernas ou com a utilização de meias de compressão.

 

Aspecto da úlcera venosa

As úlceras venosas são feridas com formas e bordas irregulares. Geralmente, surgem na região das canelas (maléolos).

São lesões que apresentam secreção amarelada, em quantidade que pode variar de moderada a alta.

 

Como prevenir úlceras venosas?

  • Mantenha uma dieta saudável, rica em frutas, verduras e proteínas;
  • Beba, no mínimo, 2 litros de água por dia;
  • Pratique exercícios físicos recomendados pelo médico;
  • Faça acompanhamento periódico com um médico angiologista;
  • Monitore regularmente a integridade da pele das pernas e dos pés, avisando seu médico sobre qualquer alteração.

 

Dieta saudável, exercícios, água

Hábitos saudáveis ajudam a prevenir úlceras

 

Como tratar úlceras venosas?

As úlceras venosas são feridas complexas e de difícil cicatrização. Podem demorar meses e até mesmo anos até que sejam curadas.

Por isso, influenciam diretamente na qualidade de vida e no estado emocional do paciente.

Como a ferida tem origem de um problema vascular, é necessário que o tratamento tópico da ferida seja aliado ao tratamento para normalizar a circulação sanguínea. Se não houver o acompanhamento com um especialista, logo após curar uma ferida, outras surgirão.

 

As principais orientações são repousar com as pernas elevadas e utilizar meias ou bandagens compressivas para ajudar no retorno sanguíneo.

É indicado que o paciente eleve as pernas 2 horas pela manhã e 2 horas à tarde. De maneira geral, isso já alivia significativamente a dor.

Se você é fumante, é preciso parar de fumar. O cigarro dificulta ainda mais a cicatrização da pele.

 

Aplicação de Membracel em úlcera venosa

Membracel acelera a cicatrização da pele

 

Curativo para úlceras venosas

É comum que os médicos indiquem o uso de curativos especiais que aceleram a cicatrização da pele e diminuem o tempo (e os custos) de tratamento. É o caso da Membrana Regeneradora Porosa Membracel, que acelera o processo cicatricial e, ainda, diminui a dor já na primeira aplicação.

É a única membrana do mercado com poros. Os poros permitem a drenagem do excesso de exsudato (secreção) e possibilitam as trocas gasosas, fatores que favorecem a formação do tecido de granulação – etapa essencial do processo de cicatrização.

 

Além disso, a Membracel não precisa de trocas diárias. Ou seja, a mesma membrana pode permanecer por até 12 dias na lesão (caso não haja sinais de infecção ou mau cheiro). Isso proporciona mais conforto para o paciente, que precisará apenas trocar os curativos secundários.

Veja nesse vídeo como é feita a aplicação da Membracel em úlceras.

 

 

O curativo para o tratamento das úlceras são apenas uma parte do tratamento. Além de cicatrizar a pele, é preciso melhorar a circulação sanguínea.

As úlceras voltarão as aparecer se o tratamento não for completo. É necessário ter o acompanhamento de um profissional da saúde para que o tratamento seja pensado de forma completa e ampla.

Tem dúvidas sobre a diferença entre úlceras venosas e úlceras arteriais? Leia esse post.

Veja também o depoimento da Roberta, que conseguiu excelentes resultados no tratamento de úlceras com a Membracel.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat