Ostomia é o nome da cirurgia realizada para construir um novo caminho de um órgão ao meio externo. Essa nova comunicação chama-se ostoma ou estoma. A ostomia pode ser indicada em diversos casos, como perfurações no abdômen ou doenças no reto, no intestino e na bexiga.

Entre os tipos de ostomia mais comuns estão a Colostomia, que faz a comunicação do cólon com o exterior; a Ileostomia, um tipo de ostomia intestinal que faz a ligação do intestino delgado com o exterior; e a Urostomia, que consiste em desviar o curso normal da urina.

Como o estoma não pode ser controlado voluntariamente, é necessário o uso de uma bolsa coletora de fezes ou urina. Existem produtos específicos que podem ser usados para neutralizar os odores e reduzir os ruídos dentro da bolsa, melhorando a qualidade de vida do ostomizado – nome dado ao paciente que se submeteu a uma ostomia.

O estoma normal é vermelho ou rosa e a pele ao redor lisa e sem feridas. Caso o estoma apresente algum aspecto alterado é necessário buscar atendimento especializado. Por isso, é importante observar o estoma regularmente e, caso não esteja normal. Após um período de adaptação ao uso da bolsa os pacientes levam uma vida normal, apenas tomando os cuidados necessários para a manutenção e limpeza da bolsa de ostomia

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat